Blog

    • 07
    • MAR

    08 de Março, Dia Internacional da Mulher

    • 27
    • JAN

    Os mitos e verdades do emagrecimento.

    Na próxima segunda-feira, 30 de janeiro, às 17h, a nutricionista Andrezza Botelho estará na sede da Construtora Hazbun.

    Emagrecer não é fácil para a maioria da população, né? Quem não tem aquel@ amig@ que come de tudo e está sempre magra? Ou aquel@ que diz: Vou emagrecer e... emagrece.

    Ô raiva!

    Há tanta informação sobre emagrecimento que acabamos confusos. Como o importante nisso tudo é ser feliz, é ter qualidade de vida, chamamos a Andrezza Botelho para desmistificar alguns mitos e, claro, nos dizer algumas verdades.

    É uma ótima oportunidade de aprender e tirar dúvidas sobre alimentação, e você é nosso convidado para esse bate papo.

    Quem?
    Andrezza Botelho é graduada pela Universidade Federal do Rio de Janeiro e pós-graduada em Nutrição Clínica Funcional, Estética Avançada e Cosmetologia, Fitoterapia Integrada em Nutrição e especialista em Transtornos Alimentares.

    O que?
    Bate papo com a nutricionista Andrezza Botelho 

    Quando?
    Segunda, 30/jan às 17h 

    Onde?

    • 06
    • DEZ

    Ponta Negra cresce

    Dia 8 de dezembro o grupo Hazbun, em parceria com a BHG (Brazil Hospitality Group), inaugura oficialmente o hotel Golden Tulip Natal Ponta Negra. Produto exclusivo, cheio bom gosto e com serviços diferenciados. 
     
    São 168 quartos amplos e confortáveis, todos com vista privilegiada para a praia de Ponta Negra. Todos os espaços do hotel são adaptados para pessoas com deficiência sendo: um sofisticado lobby bar, piscinas adulto e infantil, fitness center, sauna, room service e segurança 24h, serviço de lavanderia, estacionamento coberto com manobrista. 
     
     
    Para o natalense a Hazbun reservou uma novidade, o restaurante Yuru. Seu cardápio sofisticado é assinado por Joca Pontes e traz todas as técnicas da gastronomia francesa para aplicar nos nossos ingredientes, imperdível!
     
    O Golden Tulip Ponta Negra está próximo ao Centro de Convenções de Natal e da Via Costeira o que torna o acesso aos litorais Norte e Sulmuito mais fáceis. Bem como aos pólos industriais da cidade e à principal rota de acesso ao novo aeroporto de Natal, na cidade de São Gonçalo. 
     

    • 03
    • NOV

    NOVEMBRO AZUL HAZBUN

    • 29
    • SET

    Outubro Rosa Hazbun - Declare seu amor por Você mesma!

    • 26
    • AGO

    Adriano Lima representará o Brasil nas Paralimpíadas

    Dentre todos os atletas convocados ele é o único que participa pela 6ª vez em paralimpiada

    A delegação brasileira nos Jogos Paralímpicos terá mais seis atletas, com a suspensão da Rússia da disputa, que ocorre a partir do dia 7 de setembro, no Rio de Janeiro. O Comitê Paralímpico Brasileiro comunicou hoje (25) a inclusão de novos atletas, entre eles, na natação, o norte-riograndense, natural de Nova Cruz, Adriano Lima, patrocinado pela Hazbun.
     
    Aos 17 anos, enquanto trabalhava em uma obra, Adriano caiu do telhado e ficou paraplégico. A natação começou como um processo de reabilitação, mas acabou rendendo a ele oito medalhas paraolímpicas, em quatro participações consecutivas nos Jogos. O maior prêmio foi o ouro no revezamento 4x50m medley em Atenas-2004. O atleta ainda disputou os Jogos Paraolímpicos de Londres-2012, sem conquistar medalhas.
     
    Os Jogos Paralímpicos 2016 serão transmitidos pela TV Brasil, em parceria com emissoras da Rede Pública de Televisão dos estados. O evento, que termina no dia 18 de setembro, terá a presença de cerca de 4.350 atletas de 160 países, competindo em 22 modalidades . Serão entregues 528 medalhas durante a competição.
     
    Ficha técnica
     
    Nome completo: Adriano Gomes de Lima
    Data de nascimento: 21 de junho de 1973
    Altura: 1,69m
    Peso: 62kg
    Bronze nos 50m livre classe S6 em Atlanta-1996
    Prata nos 100m livre classe S6 em Sydney-2000
    Prata no revezamento 4x50m livre em Sydney-2000
    Prata no revezamento 4x50m medley em Sydney-2000
    Bronze no revezamento 4x100m livre em Sydney-2000
    Ouro no revezamento 4x50m medley classe até 20 pontos em Atenas-2004
    Prata no revezamento 4x50m livre em Atenas-2004
    Bronze no revezamento 4x50m livre em Pequim-2008
     
    Curiosidade
     
    Uma das modalidades que reúne o maior número de participantes, a natação compõe o programa paraolímpico desde a primeira edição dos Jogos, em Roma-1960. A natação é, depois do atletismo, a modalidade que mais rendeu glórias ao Brasil ao longo das edições dos Jogos Paraolímpicos. Ao todo, o país soma 83 medalhas, sendo 28 de ouro, 27 de prata e 28 de bronze.
     
    Há algumas adaptações nas regras da Federação Internacional de Natação (Fina) para as disputas paraolímpicas. Dependendo da deficiência, os atletas podem largar de dentro da água, sentados ou ao lado do bloco de partida. Também há casos em que recebem auxílio do técnico ou de um voluntário para a largada. Já entre os deficientes visuais, o tapper é a pessoa que usa um bastão, com ponta de espuma, para avisar o atleta sobre o momento da virada e da chegada. Nesse caso, os óculos dos atletas são opacos, para assegurar a igualdade de condições na prova.
     
    Os atletas com amputações podem usar próteses em diversas modalidades das Paraolimpíadas. No entanto, o uso delas é proibido na natação. Dessa forma, os competidores só podem usar o próprio corpo quando entram na piscina.

    • 26
    • AGO

    27 de Agosto - Dia do Corretor de Imóveis

    • 26
    • JUL

    Caixa financia imóveis de até três milhões após mudanças em regras.

    A partir desta segunda-feira (25) mutuários Caixa podem fazer financiamento de imóveis com dobro do limite anterior.

    A Caixa Econômica Federal vai financiar imóveis de até R$ 3 milhões a partir desta segunda-feira (25). As mudanças foram anunciadas na semana passada pelo banco, o que irá afetar as operações de crédito do Sistema Financeiro Imobiliário (SFI), modalidade responsável pelo financiamento dos imóveis mais caros sem o empréstimo de dinheiro do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS).
     
    Até agora, o limite de valor dos imóveis era de R$ 1,5 milhão. A Caixa financia os imóveis mais caros a partir de hoje, assim como passará a financiar parcelas maiores do valor dos imóveis por meio do SFI. A cota de financiamento para imóveis usados também subiu de 60% para 70% (na verdade, a parcela de 70% era financiada até o início do ano passado – sendo diminuída para 40% em maio de 2015, sofrendo reajuste para 60% em março deste ano). 
    Operações contratadas com interveniente quitante – que têm quitação de financiamento com outra instituição financeira—passarão a ter cota de financiamento de 70%, sendo de 50% até agora.
    Segundo a instituição financeira, tais mudanças que estão entrando em vigor não afetarão as operações do Sistema Financeiro da Habitação (SFH), que financia imóveis com recursos do FGTS. Nesse sistema, é possível a compra de imóveis de até R$ 750 mil em São Paulo, no Rio de Janeiro, em Minas Gerais e no Distrito Federal, e de até R$ 650 mil nas demais localidades do País.
    Já o SFI financia unidades de maior valor, com recursos de fundos de pensão, fundos de renda fixa, companhias seguradoras e bancos de investimento.
    Aquecimento do setor imobiliário
    A expectativa do setor imobiliário é de que a economia possa ser reaquecida com a mudança das regras de financiamento da Caixa Econômica Federal nesta segunda. Isso porque as alterações incluem a compra de imóveis mais caros. O setor sofre fortemente com impactos da crise financeira dos últimos anos.
    Para a Agência Brasil, o presidente da Câmara Brasileira da Indústria da Construção, José Carlos Martins, afirmou que, apesar de ser voltada para um mercado mais restrito, a medida é muito bem-vinda. “Quando se trabalha com financiamento, acaba-se tendo dinheiro mais barato e facilitando-se os negócios. E tem-se um conforto maior”, disse Martins.
     

     

    Link deste artigo: http://economia.ig.com.br/2016-07-25/caixa-financia-imoveis-financiamento.html

    • 23
    • MAI

    Uma mesa de trabalho organizada faz grande diferença!

    Quem não quer aprimorar e tornar seu momento de trabalho mais prazeroso e eficaz?

    Pensando nisso, o incrível site de tendências PSFK acaba de apresentar o projeto Desktop Debrief, uma série que traz matérias e pesquisas relacionadas ao trabalho e como podemos ser mais felizes e produtivos.

    Na verdade, a conclusão da pesquisa, aponta para um conjunto de detalhes que contam no resultado final como: a arquitetura do local, as cores e a decoração do escritório, o layout das mesas ou baias e até o papel desempenhado por você dentro da sua profissão.

    Variantes diversas influenciam de acordo com o segmento da profissão,  desde revistas empilhadas, post-its em todo campo de visão ou as garrafinhas de água. Até a pausa de 5 minutos na pequena fábrica que você trabalha pode oferecer muitos benefícios em tempos da era digital.

    Uma das coisas mais legais é saber que pequenos objetos que você mantém na sua mesa podem promover positivamente um maior bem estar. Isso tem um grande impacto no seu dia a dia, principalmente se você trabalhar com a criatividade. Como os nossos hábitos exigem interação constante com a tecnologia, lembretes sutis de uma vida mais leve são cada vez mais importantes.

    Veja as dicas :

    Tenha pequenos momentos de relaxamento: faça uma pausa para recarregar as energias, levante da mesa para beber água ou encher a sua garrafinha, faça um alongamento, sente-se na sala de descanso da empresa por 5 minutos para meditar um pouco ou desvie a atenção da tela por um minuto. Uma cadeira confortável também ajuda muito!

    Leve um pouco da natureza para o seu escritório: claro que um jardim ao ar livre, o ar puro e luz natural fornecem bem estar e fuga mental para alívio do estresse, mas nem todos podem ser privilegiados. Uma maneira de trazer mais verde para perto de você é ter plantas em miniatura na sua mesa. Cactos e suculentas são ótimas aliadas já que não precisam de muitos cuidados especiais.

    Tenha por perto um difusor: algumas startups atraem funcionários com ginástica ou com uma meditação de 10 minutos ao meio dia. Uma empresa foi longe a ponto de “colocar o pensamento não convencional criativo em um frasco”, desenvolvendo uma difusor “elixir” que nada mais é do que uma combinação de laranja e baunilha, aromas que estimulam a criatividade. Pode parecer absurdo, mas é comprovado que cheiros bons tem a capacidade de provocar emoções positivas nas pessoas, além de ser uma ótima maneira de desenvolver o seu sentido durante o trabalho.

    Tenha objetos pessoais e decorativos na sua mesa: há quem discorde, mas itens decorativos no escritório podem levantar o astral. Uma foto da família nos dá um senso do que é importante em um dia particularmente movimentado, por exemplo. Além de aliviar o estresse, objetos pessoais aumentam a produtividade em 32%, segundo uma pesquisa. Vale ter por perto os desenhos dos filhos, um cristal ou até algo como um Buda – comprado na sua melhor viagem das férias, que te lembram a ter calma e paciência.

    Crie um pequeno moodboard com poesias, imagens inspiradoras, post-its com frases: em vez daquela parede ficar sem graça na sua frente, pequenos lembretes servem para nos inspirar. Não precisa usar o espaço como um diário de recordações, mas ler, por exemplo, aquele trecho da sua música favorita, citações de Dalai Lama, podem te ajudar a sorrir cada vez que estiver em um momento difícil.

    • 14
    • MAI

    Issa Hazbun ganha cor e vida com o projeto de paisagismo

    A irreverência e suntuosidade do projeto arquitetônico, do arranha-céu de quatro diferentes fachadas da Construtora Hazbun, o Residencial Issa Hazbun, inicia a execução do seu exuberante projeto de pa

    A paisagista Cintia Senna que assina o projeto, escolheu trabalhar com plantas de grandes volumes, flores exóticas, provenientes da flora selvagem, reunindo em um mesmo grupo, cores variadas com texturas ricas em nuances, à diferentes formas e volumes, sempre realçando a "brasilidade" das espécies com o padrão de elegância do empreendimento.
     
    "Levei em consideração o estilo da belíssima arquitetura e o ambiente em que o jardim está inserido. No meu estudo, dei destaque para a vegetação local, clima, insolação e solo; só então iniciei a criação do projeto", expica  
    Cintia.
     
    Localizado à beira-mar e em uma área de muito vento, a paisagista preferiu espécies mais resistentes, com o objetivo de tornar os espaços verdes o mais permanentes possíveis, para assim não perder a característica tropical ao longo do tempo.
     
    "Quando entramos no Issa, ja somos abraçados pela natureza, contrastando com a verticalidade do edifício e sua imponente fachada em vidro. Minha ideia foi trazer uma vegetação aconchegante para quebrar a rigidez da estrutura minimalista, proporcionando harmonia entre a arquitetura e o paisagismo", conclui a paisagista.